janeiro 08, 2009

E você? Plantou direitinho?

#
Hum, mais um ano começa. O clichezão de renovar as esperanças também. Não vou entrar nesse mérito, mas ouvi algo que me deixou um pouco intrigada nessa virada de ano, algo que soou com um tom de juízo final.

“2009 será um ano de colher o que se plantou – para o bem e para o mal” – sentenciou minha mãe. E vocês sabem, mãe fala muita bobagem, mas não dá pra desprezar o que elas dizem, apesar disso.

Cheia das superstições e superligada no universo da astrologia (e outras “ias” nessa linha), não sei direito a origem dessa previsão, mas foi inevitável não voltar no tempo e me sentir novamente naquela dúvida prenatalina se tinha sido uma boa menina naquele ano, nos tempos em que eu ainda acreditava em papai Noel.

Afinal, o que eu tinha plantado nesses últimos anos? Será que estariam neles semeadas as sementes do que eu realmente esperava colher em 2009? Pra começo de conversa só essa analogia com plantação já me assusta, até porque não lembro de ter plantado algo que vingou além do clássico feijão no algodão. Será que apesar de usar as sementes certas eu teria a mão podre pra esse tipo de cultivo também?

Comecei a rever minhas atitudes, decisões, metas. O quanto tinha me esforçado (ou não) durante esses anos e cada vez mais dúvidas surgiam.


Será que ter passado um ano comportada como uma boa moça me daria o direito de meter o pé na jaca sem culpa em 2009? Será que o profissionalismo me daria uma promoção? As economias me permitiriam sair aí pelo mundo investindo em experiências? Será que a minha intolerância para certas coisas e a língua afiada se voltariam contra mim? Ou será que por mais merecido que tudo isso fosse, o que for feito também nesse ano se somaria a uma espécie de karma fatalista que ditaria o rumo das minhas próximas colheitas. Difícil dizer.

Enquanto descansava no sofá de uma casa alugada de praia, com esse emaranhado de ideias se embolando ainda mais na minha cabeça, recebo do nada um abraço afetuoso da minha irmãzinha, com a sinceridade que só os braços de uma criança são capazes de expressar. Dali em diante eu soube - 2009 seria um ano bom.

6 comentários:

Mari Walcher disse...

Ahhhhh que lindoooo
Amei o texto...e cá entre nós? será que plantei coisas boas tbm? que venha 2009, quero descobrir rapidinho rs

Marcia Batista disse...

2009 promete, Docinho!!! E, ao que tudo indica, seus pedidos estão todos sendo atendidos. Ô boquinha santa. Kkk

Babi disse...

Eh dificil fazer essa autoanalise (com as novas regras do Portugues fica sem hifen neh? hehehehe) mesmo! Vamos torcer pra que a gente tenha plantado direitinho neh! E um abraço de criança sempre significa energia boa, de amor :)

Paula disse...

Ojalá, gurias! Há de dar tudo certo sim. Arregassem as mangas, bora pra colheita kkk

Juliana Lucas disse...

Creio que terei muiiitos frutos bons para encher meu 'balaio'. Aproveito para desejar o mesmo para você!

^^

Ana Beatriz disse...

2009 não vai ser bom...vai ser ÓTIMO!!! Estou sempre perto para saber que você plantou coisas maravilhosas ano passado e agora é hora de colher ;)

Bora, bora!!!

bjs